Acreditamos na gestão para otimizar tempo

O LGPD no front foi destaque no Radar de Inovação (parceria entre a Fundetec, Prefeitura, Acic Labs, FAG, Univel, Unioeste e Sebrae), obtendo o 1o lugar, entre 72 projetos inscritos por pessoas de vários lugares do país. Os projetos foram avaliados por 40 pessoas referências em inovação, com experiência em mercado e investimentos.

A premiação no Radar de Inovação indica valorização do direito à privacidade, com visão sobre o mercado atual e a necessidade de adequação à LGPD.

O LGPD no front também foi premiado no Anjo Inovador, o maior edital do Brasil para empresas inovadoras, onde fomos avaliados e aprovados conforme os critérios exigidos, sendo mais uma vitória importante na construção de uma cultura de proteção de dados.

Inclusive para que as empresas não violem direitos dos cidadãos, assim contribuindo para uma cultura de proteção de dados, onde a experiência do cliente é garantida com respeito aos seus dados.

Hoje, os clientes confiam em empresas que se mostram transparentes, respeitando seus dados pessoais. E não confiam em empresas que ignoram regras sobre seus dados, por isso, a LGPD é fundamental para que as empresas sigam no mercado vendendo, ofertando produtos e serviços na legalidade.

No Brasil, existem mais de 20 milhões de empresas ativas. E precisam se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados, sob pena de sofrerem multas altíssimas, ou mesmo fecharem. É difícil pensar em um tipo de empresa que não lide com dados pessoais (mesmo nos casos das empresas que atendem somente pessoas jurídicas).

Questão importante: a adequação à LGPD não deve ser feita por quem não entende como o mundo empresarial funciona na prática.

Os empresários já são ocupados demais para contratarem profissionais que não falam a mesma língua que eles, e que não entendem que uma empresa não pode parar de funcionar para se adequar à legislação.

Investimos muito tempo e dinheiro nos melhores cursos, treinamentos, pós- graduações, mestrado, doutorado etc., e descobrimos, na prática, que a maioria dos advogados não tem familiaridade com gestão, negócios e empresas (o que faz toda a diferença na rapidez e na qualidade das entregas).

Buscamos facilitar ao máximo a vida corrida do empresário, para que não tenha problemas, e deixe seus próprios clientes satisfeitos com o respeito em matéria de dados pessoais.

Pensando nisso, criamos o LGPD no front!

Aprendemos com nossos clientes, que possuem empresas com mais de 500 funcionários, que a otimização do tempo é fundamental. E levamos isso muito a sério no nosso trabalho.

Temos como valores a organização e a praticidade com foco em resultados.

Uma das sócias-administradoras e fundadoras do LGPD no front, Patrícia Cordeiro, tem formação em Administração de Empresas (além de Direito e Jornalismo), e conhece a realidade dos empreendedores bem de perto.

Atendemos empresas desde 2017, inicialmente no campo judicial e, nos últimos quatro anos, na implementação da LGPD.

Prezamos pela excelência técnica e entrega qualificada de serviços, da maneira mais organizada possível, sempre buscando facilitar a vida do empresário brasileiro, que é extremamente corrida e difícil.

Acreditamos na gestão para otimizar tempo

O LGPD no front foi destaque no Radar de Inovação (parceria entre a Fundetec, Prefeitura, Acic Labs, FAG, Univel, Unioeste e Sebrae), obtendo o 1o lugar, entre 72 projetos inscritos por pessoas de vários lugares do país. Os projetos foram avaliados por 40 pessoas referências em inovação, com experiência em mercado e investimentos.

A premiação no Radar de Inovação indica valorização do direito à privacidade, com visão sobre o mercado atual e a necessidade de adequação à LGPD.

Inclusive para que as empresas não violem direitos dos cidadãos, assim contribuindo para uma cultura de proteção de dados, onde a experiência do cliente é garantida com respeito aos seus dados.

Hoje, os clientes confiam em empresas que se mostram transparentes, respeitando seus dados pessoais. E não confiam em empresas que ignoram regras sobre seus dados, por isso, a LGPD é fundamental para que as empresas sigam no mercado vendendo, ofertando produtos e serviços na legalidade.

No Brasil, existem mais de 20 milhões de empresas ativas. E precisam se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados, sob pena de sofrerem multas altíssimas, ou mesmo fecharem. É difícil pensar em um tipo de empresa que não lide com dados pessoais (mesmo nos casos das empresas que atendem somente pessoas jurídicas).

Questão importante: a adequação à LGPD não deve ser feita por quem não entende como o mundo empresarial funciona na prática.

Os empresários já são ocupados demais para contratarem profissionais que não falam a mesma língua que eles, e que não entendem que uma empresa não pode parar de funcionar para se adequar à legislação.

Investimos muito tempo e dinheiro nos melhores cursos, treinamentos, pós- graduações, mestrado, doutorado etc., e descobrimos, na prática, que a maioria dos advogados não tem familiaridade com gestão, negócios e empresas (o que faz toda a diferença na rapidez e na qualidade das entregas).

Buscamos facilitar ao máximo a vida corrida do empresário, para que não tenha problemas, e deixe seus próprios clientes satisfeitos com o respeito em matéria de dados pessoais.

Pensando nisso, criamos o LGPD no front!

Aprendemos com nossos clientes, que possuem empresas com mais de 500 funcionários, que a otimização do tempo é fundamental. E levamos isso muito a sério no nosso trabalho.

Temos como valores a organização e a praticidade com foco em resultados.

Uma das sócias-administradoras e fundadoras do LGPD no front, Patrícia Cordeiro, tem formação em Administração de Empresas (além de Direito e Jornalismo), e conhece a realidade dos empreendedores bem de perto.

Atendemos empresas desde 2017, inicialmente no campo judicial e, nos últimos dois anos, na implementação da LGPD.

Prezamos pela excelência técnica e entrega qualificada de serviços, da maneira mais organizada possível, sempre buscando facilitar a vida do empresário brasileiro, que é extremamente corrida e difícil.

Fundadores

Patrícia Cordeiro

Fundadora do LGPD no front

Saiba mais >

Guilherme Moreira Pires

Cofundador do LGPD no front

Saiba mais >